FOTOS DOS EVENTOS

OUTROS EVENTOS

Noticias

12/09/2019

Setembro Dourado Alerta Para Necessidade Do Diagnóstico Precoce No Combate Ao Câncer Infantil

O Setembro Dourado quer chamar a atenção para o câncer infantojuvenil e, principalmente, alertar a população sobre os principais sinais e sintomas a serem reconhecidos para diagnosticar o câncer precocemente e também para a conscientização do que representa esse diagnóstico para uma família.


No Brasil, o câncer infantojuvenil é primeira causa de morte por doenças em crianças de 0 a 19 anos. A cada hora, surge um novo caso da doença no Brasil e, de acordo com a Organização Mundial da Saúde, infelizmente, os números de novos casos tende a aumentar nos próximos anos.


Dessa forma, o diagnóstico precoce é um dos principais aliados na redução da mortalidade e do comprometimento da qualidade de vida durante o tratamento. Sabe-se que quanto mais precoce o câncer é diagnosticado, maiores são as chances de cura.


Para falar sobre esse assunto, convidamos o médico Audir Ribeiro de Abreu Júnior, oncologista pediátrico do Hospital Regional do Câncer de Passos (HRC), que traz mais informações sobre a doença.

 

Qual a importância da campanha Setembro Dourado?
A campanha Setembro Dourado busca conscientizar país e profissionais de saúde sobre a importância do diagnóstico precoce do Câncer infanto-juvenil! Pois não há prevenção da doença nesta faixa etária e o diagnóstico precoce é fundamental na obtenção de êxito no tratamento.

 

Quais são os tipos de câncer infantojuvenil com maior incidência?
Os tipos mais comuns de câncer nessa faixa etária são as leucemias, linfomas, tumores de sistema nervoso central, neoplasia renal e neoplasias ósseas!

 

É possível identificar sinais e sintomas?
Sim, os principais sinais e sintomas do câncer infantojuvenil são palidez, presença de ínguas, febre persistente, manchas roxas ou sangramentos, dor óssea, dor de cabeça com vômitos persistentes

 

Qual a dificuldade em fazer o diagnóstico precoce do câncer infantojuvenil?
A principal dificuldade é que os sinais e sintomas são comuns em outras doenças frequentes na infância, mas a persistências deles por mais de 1 semana deve ser investigada! 

 

Qual o número de casos de câncer infantojuvenil registrados pelo HRC? 
Nestes mais de 10 anos da existência do serviço de oncologia pediátrica temos cerca de 160 pacientes com acompanhamento e tratamento em nosso serviço

 

Quantos casos foram diagnosticados em 2018? E agora em 2019?
Em 2018 foram diagnosticados 20 casos no HRC e em 2019 até o momento 14 casos novos. Felizmente, por tratar-se de doença rara na infância não há um aumento significativo, sendo o número de pacientes novos estável nos últimos 3 anos.

 

Quais os tipos de tratamento?
O tratamento do câncer varia de acordo com o tipo de câncer e de cada paciente, mas temos quimioterapia, cirurgia, radioterapia e transplante de medula óssea.

 

Qual orientação para a prevenção do câncer infantojuvenil?
A prevenção da doença nesta idade não é possível, pois ocorre devido a alterações genéticas. Por isso a importância de diagnóstico precoce, sendo a que persistência de sintomas comuns por muitos dias precisa ser investigado, pois pode tratar-se de neoplasia na infância 

 

O que a população precisa saber sobre a doença?
A população precisa saber que o câncer infanto juvenil tem sinais e sintomas muito variáveis, que o diagnóstico precoce é fundamental para conseguirmos a cura. Também é importante saberem que o câncer infanto juvenil tem um alto índice de cura, sendo na média 75%, podendo chegar a 100% de cura em alguns casos.