FOTOS DOS EVENTOS

OUTROS EVENTOS

Noticias

30/12/2019

Associação Luz do Servir Entrega Novas Perucas ao HRC

Entre as mais diversas doações que a Santa Casa de Misericórdia de Passos recebe para destinar ao Hospital Regional do Câncer de Passos (HRC), as perucas confeccionadas pela Associação Luz do Servir por meio do projeto “Corte Solidário”, com certeza, fazem a diferença na vida das pacientes. Na última semana, as responsáveis pelo trabalho estiveram na instituição e realizaram a entrega de mais de 18 perucas.


Segundo consta nos pilares da associação, trabalho, união, força, solidariedade, esperança e caridade são os principais e cada atitude das integrantes tem como princípio a boa relação entre as pessoas e o amor ao próximo.


Para a ex-presidente e atual voluntária do projeto, Rosemari de Oliveira Gianini, não há dinheiro nesse mundo que pague o valor do sorriso de uma mulher após ver o reflexo de sua imagem com a peruca pela primeira vez. “Nosso objetivo é mesmo fazer o bem sem olhar a quem e quando começamos a pensar o que fazer para ajudar, observamos a ausência de alegria que uma mulher apresenta após passar por uma cirurgia e perder o cabelo, por exemplo”, disse.


Atenta ao cenário descrito, Rose, como é chamada, contou que traçaram caminhos a fim de fomentar a autoestima das pacientes oncológicas. De acordo com ela, todo esse trabalho só pode ser desenvolvido devido ao empenho de toda a equipe de voluntários.


“É um conjunto de mãos trabalhando com os eventos, que são realizados só para mulheres e destinam o lucro aos materiais necessários para a fabricação das perucas, com a produção e com todo o restante do processo. Era um sonho e virou realidade, então, sem dúvidas, continuarei mesmo sem ter nenhuma função”, acrescentou.


Ao seu lado na entrega dos materiais, a cabelereira responsável pela produção das perucas, Edna Lopes Vieira, revelou que são várias as etapas para confeccioná-las, como preparação das mechas, lavagem, secagem, higienização e separação dos cabelos conforme tamanho, quantidade e tipo.


“É um trabalho manual que eu já realizava antes porque fazia para mim, mas quando entrei como voluntária nesse projeto, meu objetivo foi crescer para atender ao HRC”, disse ao comemorar o apoio que sua nora, a jovem Patrícia Souza Silva, oferece nas etapas exigidas.


Além do projeto voltado ao HRC, a atual presidente da associação, Andrea Paula Mendonça, fez questão de ressaltar que as mulheres participantes também distribuem cestas básicas, ajudam em eventos voltados a possibilitar a realização de procedimentos com custo alto e trabalham em um livro de receitas.


Motivos para doar


Aos 11 anos, a também moradora de Itaú de Minas, Luma Caroline Ferreira, fez questão de comparecer pessoalmente no momento de doar o montante cortado de seu cabelo. “Acho muito legal isso de poder ajudar outras mulheres e, principalmente, poder deixar o meu cabelo curto”, disse.