FOTOS DOS EVENTOS

OUTROS EVENTOS

Noticias

10/02/2020

Políticos Visitam a Santa Casa de Misericórdia de Passos

Na última semana, ao lado do prefeito da cidade de Passos, Carlos Renato de Lima Reis, do deputado federal, Emidinho Madeira, do provedor da Santa Casa de Misericórdia de Passos, Dr. Vivaldo Soares Netos e de outras importantes figuras políticas e também integrantes do corpo clínico do hospital, o senador Rodrigo Pacheco visitou a SCMP e conheceu um pouco dos serviços e atendimentos realizados no local.

 

Reforçando sua já tradicional fala de que “a Santa Casa de Passos é a mãe da saúde de toda a região”, Emidinho Madeira aproveitou o encontro para reforçar a ousadia do projeto da Cidade da Saúde e do Saber e garantir que o sonho logo será realidade.

 

“O que escutamos nos quatro cantos da região é que o tratamento aqui oferecido é cinco estrelas, mas é fundamental lembrar que a Santa Casa não dá conta de construir a Cidade da Saúde e do Saber sozinha, por isso, precisamos juntos levantar esses recursos com emendas de bancada”, disse.

 

Encantado com o chamado projeto do século, Pacheco se intitulou como “filho da Terra de Passos” e fez questão de enfatizar que o mais importante para a população é a saúde, cenário que, segundo ele, torna indispensável o bom funcionamento das mais diversas instituições filantrópicas, como as Santas Casas espalhadas pelo país.

 

“A falta de saúde é o que há de mais indigno para uma pessoa, mas, o Estado não dá conta de suprir as necessidades na área de saúde e é por isso que precisamos, irremediavelmente, da filantropia, que supri aquilo que deveria ser obrigação do Estado”, explicou.

 

Ao reafirmar que a Santa Casa é motivo de orgulho para todos os passenses, o senador disse também que deve ser um compromisso de todos viabilizar os projetos idealizados pela instituição.

 

Liberação de recursos

 

Na oportunidade, os políticos anunciaram a liberação de recursos para realização de cirurgias eletivas em toda a região e especificamente para Passos serão R$4 milhões, que já estão na Secretaria Estadual de Minas Gerais.

 

Ainda essa semana a secretaria estadual definirá o processo de transferência dos recursos para que a Santa Casa possa iniciar os atendimentos.