FOTOS DOS EVENTOS

OUTROS EVENTOS

Noticias

31/05/2019

Santa Casa Celebra Dia Mundial Sem Tabaco

Nesta sexta-feira, 31 de maio, é comemorado o Dia Mundial Sem Tabaco. A data foi criada em 1987 pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para alertar sobre as doenças e mortes evitáveis relacionadas ao tabagismo. Para 2019, a OMS definiu o tema “Tabaco e saúde pulmonar” para ser trabalhado internacionalmente no Dia Mundial sem Tabaco para aumentar a conscientização sobre:

 

 

  • O impacto negativo que o uso do tabaco e a exposição ao fumo passivo exercem sobre a saúde pulmonar, do câncer de pulmão às doenças respiratórias crônicas como asma e doença pulmonar obstrutiva crônica (que inclui bronquite e efisema);
  • O tabaco fumado, em qualquer uma de suas formas, é responsável por até 90% de todos os cânceres de pulmão;
  • O papel fundamental que os pulmões desempenham na saúde e no bem-estar de todas as pessoas.

 

O câncer de pulmão é a mais temível complicação associada ao cigarro. Em 90% dos casos, é uma doença que acomete os fumantes e, em apenas 10%, pessoas que nunca fumaram. A fumaça do cigarro contém mais de 4 mil substâncias nocivas ao organismo. Há substâncias cancerígenas que, no decorrer dos anos, provocam o aparecimento de tumores malignos especialmente nos pulmões. Assim, trazendo informações sobre o tema, o médico oncologista Paulo César Felipe Franco esclarece as dúvidas mais comuns sobre a doença.

 

O que é Câncer de Pulmão?
É uma neoplasia grave sendo a causa mais comum de morte por neoplasias em ambos os sexos.


Como prevenir?
Como o tabaco é o principal fator de risco, parar de fumar é o mais importante.


Quais os sintomas mais comuns?
Os sintomas mais comuns são tosse, falta de ar, perda de peso, escarro com sangue.


Que grupos de pessoas tem mais facilidade de desenvolver a doença?
Fumantes, residentes em áreas urbanas com ar poluído, trabalhadores com exposição às fibras de asbestos, predisposição genética.


Quais são os tipos de tratamento indicados para a doença?
A cirurgia, quando possível, resulta nos melhores resultados, associada ou não à radioterapia e quimioterapia.


O ideal seria que as pessoas não fumassem. No entanto, a nicotina é uma droga poderosa, mais forte do que a força de vontade da maioria dos fumantes. Para esses indivíduos que fumam há mais de 20 anos, que cuidados são recomendados para evitar o câncer de pulmão, ou pelo menos para diagnosticá-lo precocemente?
O ideal é parar de fumar. Se a pessoa não consegue, é necessário que ela faça visitas periódicas a um pneumologista para avaliação clínica, radiografia de pulmão e citologia de escarro.